Banner

Principais Tópicos

Serão abordados aspetos de Proteção e Segurança Radiológica dos pacientes, trabalhadores expostos e membros do público, nos seguintes tópicos e categorias das aplicações médicas das radiações ionizantes

  • Justificação das exposições médicas;
  • Optimização (NRD, auditoria de dose, QA&QC, entre outros);
  • Radioterapia externa;
  • Braquiterapia;
  • Medicina Nuclear e Imagiologia Molecular (incluindo aplicações para teranóstica);
  • Radiofarmacologia e Radiofarmácia - impacto nos pacientes, profissionais e no ambiente;
  • Procedimentos de imagiologia de intervenção (cardiologia de intervenção, outros procedimentos de intervenção);
  • Procedimentos de radiodiagnóstico (TC, CBCT, modalidades híbridas, tomosíntese, mamografia, radiologia dentária);
  • Exposições pediátricas;
  • Procedimentos realizados fora dos serviços habilitados para o uso de radiações;
  • A Cultura de Segurança Radiológica;
  • Educação, formação, qualificação e certificação em Proteção Radiológica;
  • Radiobiologia e baixas doses de radiação ionizante: repercussões nas aplicações médicas;
  • Exposição fetal;
  • Aplicações computacionais em Proteção Radiológica e Dosimetria;
  • Métodos e sistemas de estimativa de dose recebida pelo paciente e pelo profissional;
  • Efeitos do radão na saúde.

Adicionalmente, os seguintes tópicos serão abordados em apresentações convidadas durante sessões, em "break-out sessions", "panel discussions" ou "refresher courses":

  • Implementação de NRDs com exemplos específicos sobre a sua utilização e utilidade;
  • Directiva 2013/59/EURATOM: conteúdo, impacto e consequências;
  • Programa Horizonte 2020: Oportunidades e linhas temáticas de financiamento;
  • O futuro sistema de Proteção Radiológica;
  • Registo de dose (exposições médicas);
  • Consentimento informado;
  • Conclusões da Conferência CIPRaM (Madrid, Outubro de 2016);
  • "Bonn Call for Action" - implementação e seguimento em Portugal (incluindo apresentações da AIEA e OMS e de associações e sociedades profissionais);
  • Comunicação de risco e diálogo sobre risco versus benefício na utilização da radiação;
  • Envolvimento do paciente, família e comunidade;
  • Prevenção e gestão de acidentes e incidentes radiológicos nas aplicações médicas;
  • Requisitos e licenciamento de unidades hospitalares.